Sem poesia, a vida seria a morte.


sexta-feira, 4 de janeiro de 2013


Prece

Pensar que deixo esse amor quase como uma religião
já não seria tanta benção como
são meus lábios
que rezam todas as noites palavras santas
gratificando a vida
antes de pronunciar teu nome.
Só agora entendo que poesia existe
para que me descanse de palavras
prisioneiras da minha mente onde sobrevivo.
Em algum lugar sagrado deve haver uma casa azul sobre a colina onde te espero. E nesse tempo depois de Cristo, amo mais é você.
CQ
2013 DC

2 comentários:

  1. Lindo blog
    Abraços
    Luciano

    PAPIROS DE ALEXANDRIA
    http://papiros.zip.net

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Adoro ler livros e aprecio muito poesia. Parabéns pelo blog. Muito bom.
    Estou te seguindo e te convido a me fazer uma visita e se você gostar me siga também.
    Bjos
    Lu
    http://vergostarler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir